A Verdade Dos Filmes De Terror – Vampiros – Parte 1

Introdução

Vamos então falar sobre uma ameaça real a nossas vidas…

“Vampiros?!  Fala sério!  Eles só existem nos filmes.”  Mas eu também já não disse que é através dos filmes que nós co-criamos nossa realidade?

A verdade é que todos os textos que já escrevi falando sobre os filmes de terror e as sombras da humanidade visavam chegar a esse texto, que promete revelar a maior das Verdades, não só dos filmes de terror, mas da nossa vida como um todo.

Particularmente, eu sempre tive uma certa “admiração” pelos vampiros do cinema, em particular pelo famoso personagem criado por Bram Stoker chamado “Drácula”, e toda a mitologia que existe por trás desse personagem.  Não é por acaso que eles sempre foram retratados como “Seres Aristocráticos” e da alta sociedade.  Não é por acaso que eles sempre foram retratados como os monstros mais poderosos de todos eles, tirando o fato de que eles só podem existir durante a noite.  Também não é por acaso que eles sempre foram retratados como sedutores, misteriosos e carismáticos.

Quem já não teve vontade de “Ser” como eles?  Certamente não no sentido de serem sugadores de sangue, muito embora o ato em si encerre uma carga erótica e sexual muito grande, mas no sentido de ser tão poderoso, carismático, sedutor, misterioso, requintado, sexual e irresistível.  Ao mesmo tempo ameaçador, aterrorizante, que vai contra todos os costumes da sociedade, mas que se mistura perfeitamente no mundo em que vivemos.

Muito embora algumas correntes criativas tenham tentado tornar o vampiro um “Ser do bem”, e mesmo isso não aconteceu por acaso, isso nunca fez muito sentido para mim.  Só o que você acaba tendo é um “Vampiro com crise existencial”.  Afinal de contas, o grande charme e poder do vampiro está exatamente em ser um “Assassino cruel e sanguinário”!  Não faz o menor sentido querer “salvar” um ser que nasceu para ser um parasita predador poderoso.

Que me perdoem os defensores dos vampiros “bonzinhos” da série “Crepúsculo”, ou mesmo dos famosos romances de Anne Rice, onde toda essa “Crise de identidade” teve origem, mas vampiros, para mim, são assassinos frios e calculistas, manipuladores natos.

Eles estão no topo da cadeia alimentar, e nós somos o “gado” deles, e isso vai ficar bem claro em tudo que estarei expondo por aqui.

Esse vai ser daqueles textos, não exatamente polêmicos, pois muito do que estarei apresentando aqui já não é mais novidade; mas sim um texto intrigante, do tipo “Como é que eu ainda não tinha percebido isso até agora?”

O Mundo É Dos Vampiros

É, eu sei, isso vai intrigar muita gente!  Mas é inegável que vivemos em um mundo dominado por vampiros.

Mas muitos já devem estar se perguntando: “de que tipo de vampiros estamos falando aqui?”  Bom, fora os vampiros típicos que temos em nossas vidas, com os quais nós nos acostumamos a nos relacionar em nossas vidas particulares e profissionais; os psicopatas, sociopatas e narcisistas de plantão que estão presentes em nossas famílias ou mesmo nos ambientes de trabalho, também temos os bancos (parasitas financeiros), a igreja (parasitas religiosos), o governo (será que preciso mencionar a infinita quantidade de impostos que temos que pagar?), o sistema judiciário (não se iludam, só existe justiça para quem tem dinheiro), fora as grandes corporações, os serviços como um todo (Quem pode viver sem pagar boletos de cobrança?), os intermediários, os planos de saúde, os médicos, psicólogos, o sistema escolar, entretenimento, bares (Quem pode ficar sem tomar uma cervejinha?  Isso nunca foi grátis!), traficantes (Espero que você não seja viciado em nada…), entre outros.

Entendam, ao contrário do que se possa imaginar, os vampiros não querem que você morra!  Do contrário, de onde mais eles poderão tirar sua energia, seu tempo, seu dinheiro, sua dependência em drogas, sua Fé, sua fidelidade, sua obediência, sua dependência como um todo?  É semelhante ao nosso relacionamento com uma galinha da qual dependemos para nos prover ovos para nosso consumo, ou com uma vaca que nos fornece leite, ou mesmo com a própria Terra que nos fornece alimentos orgânicos para nosso sustento.

Mas existe uma diferença no relacionamento que temos com nossos animais e com o planeta Terra.  No geral, ao mesmo tempo que estamos nos alimentando dos ovos que uma galinha põe, nós também devemos prover abrigo, alimento, água e algum conforto a ela para que ela faça sua parte em nos fornecer seus ovos.  O mesmo pode ser considerado com a vaca ou mesmo com o planeta Terra, é sempre uma relação de troca.

Com um vampiro não!  Eles até podem te iludir, alegando que te dão alguma vantagem, mas é tudo mentira.  O vampiro só suga, só tira, e não está preocupado em dar alguma coisa em troca.  Daí dizer que se trata de uma relação parasitária, onde o ser só se alimenta, mas não oferece nada em troca.

Os governos vão querer te convencer que fazem sua parte, consertando as vias, proporcionando serviços de qualidade, instalações confiáveis, escolas em boas condições de uso para educação das crianças, entre outros exemplos… Mas a verdade é que a maior parte do dinheiro arrecadado pelos impostos vão parar nas enormes contas bancárias de políticos corruptos, ou mesmo das empresas, conhecidas como “pessoas jurídicas” (Não disse que a justiça só existe para quem tem dinheiro?), que são aqueles que efetivamente comandam um país, e conseqüentemente o governo.

Isso é só para dar um exemplo do “Mundo Vampírico” em que vivemos.  Tenho certeza absoluta que vocês irão se lembrar de outros exemplos igualmente “sugadores” e nada justos.  Nada nessa vida é criada sem a intenção de estabelecer uma relação de dependência.

Hoje em dia ainda temos as redes sociais, os “Smartphones”, que já foram conhecidos como aparelhos de telefones celulares (Agradeçam titio Steve Jobs pela criação do Iphone!  Não me entendam mal, eu admiro a genialidade dele, mas ninguém… e nem mesmo ele, poderia imaginar o quanto isso iria criar tal dependência desses dispositivos), mas que hoje nos sugam de formas mais sofisticadas, além das Televisões que também se tornaram “Smart”, entre outras formas de nos manter ocupados e entretidos, e até mesmo “divididos”.  Essas tecnologias modernas não visam nos manter unidos, embora conectados, mas sim divididos e totalmente isolados, exatamente para sermos presas fáceis dos vampiros de plantão.

Criadores Ou Parasitas?

No mundo de extrema separação em que vivemos, tudo é razão para se depender dos outros.

Um engenheiro civil sabe projetar e construir prédios, mas ele precisa de médicos no caso de ficar doente, e precisa de um supermercado para comprar comida, de uma farmácia e um farmacêutico para comprar remédios.  Um advogado é especializado nas leis e em colocá-las em prática para defender ou acusar seus clientes, mas mesmo esse também vai precisar do engenheiro civil para construir a sua casa, e vai precisar de um médico caso fique doente, e também vai precisar de um supermercado para comprar comida e de uma farmácia para comprar remédios.  E mesmo esse médico que já mencionei umas duas vezes, vai precisar de um engenheiro civil para construir a sua casa, vai precisar do advogado caso tenha problemas com a justiça, e também vai precisar do supermercado, da farmácia, etc.

Aquilo que vou chamar de “Cultura Parasitária” faz parte da realidade em que vivemos, logo não é de se admirar que os vampiros tenham um ambiente muito propício para prosperarem.  Mas o mesmo vampiro vai precisar do médico, do engenheiro civil, do advogado, do supermercado, da farmácia, entre outras coisas.

Só tem um detalhe a ser considerado com relação aos vampiros: eles não criam nada!  Só sabem se aproveitar dos outros.  Seu principal talento é a manipulação, e nesse caso podemos falar de manipulação política, ou financeira, ou mesmo social, entre outras formas de manipulação.

Se você é alguém criativo e deseja criar seu próprio negócio, é bom que você tenha seu próprio dinheiro para investir nesse negócio!  Do contrário…  Pedir empréstimo a um banco é convidar um vampiro para ser dono daquilo que você pretende criar.  E você pode ter certeza, se você deixar de pagar seu empréstimo, algumas prestações que sejam… Você perde tudo!  Lembra que eu disse que a justiça só existe para quem tem dinheiro?  A criação até pode ter sido sua, mas o dinheiro que você precisou para realizar essa criação não era seu, e isso coloca tudo a perder.

Isso é só um pequeno exemplo do que acontece no nosso mundo.  Ou você é um criador, ou você é um parasita vampiro.  Eles são incapazes de criar, por isso eles sempre vão recorrer aos criadores para poderem ter o que precisam.  Uma empresa corporativa, se não for drenar seu sangue, no mínimo irá drenar sua energia e seu tempo de vida!  E quando você se aposentar, será que ainda terá saúde para viver a vida?  Eu acho que não.  As ditas “Pessoas Jurídicas” são implacáveis e cruéis, e quem garante tudo é aquele poderoso setor jurídico, com aquela poderosa equipe de advogados prontos para defender os interesses desses vampiros.

Conseguem entender agora porque eu digo que o mundo é dos vampiros?

Reptilianos

Lembram que eu mencionei “Cadeia Alimentar”?  Ainda não vou entrar nessa questão especificamente, mas vou falar um pouco sobre quem está literalmente “No Topo”.

Nesse momento de ascensão do planeta Terra e de toda essa porção do Universo em que vivemos, nunca se fez tão importante termos consciência da nossa história galáctica e de nossa linhagem universal.

Lembram que falei sobre o “Véu do Esquecimento”?  Ninguém que esteja presente nesse planeta é originário daqui, todos nós somos oriundos de outros mundos, outros planetas e outros sistemas estelares.  Mas quando nos submetemos ao processo encarnatório aqui nesse planeta, nos esquecemos de toda nossa história cósmica para podermos experimentar a vida aqui nesse planeta.  Como já disse anteriormente, é isso que caracteriza a Era das Trevas.

Mas toda essa experiência “Trevosa” que temos vivido aqui, é administrada por essa raça de seres extraterrestres vindos do sistema de Órion chamados “Reptilianos”.  Esses são os nossos maiores vampiros!

Eles se alimentam de nossa energia gerada pelas emoções de mais baixa vibração, como medo, culpa, vergonha, inveja, ódio, ciúme, entre outras emoções que nos mantém vibrando muito baixo.  E tudo isso é mantido através do controle instituído pelo dinheiro que precisamos para viver, para pagar pela comida no supermercado, pelos remédios que precisamos comprar na farmácia, pagar pela nossa casa que é financiada pelos bancos, pagar pelo carro, por aquela viagem maravilhosa que tanto sonhamos em fazer, entre outras coisas.

Vivemos escravizados pelo dinheiro, mas não só isso!  Vivemos com medo de perder isso tudo, de sermos assaltados, de que nossa casa pegue fogo, de que sejamos seqüestrados, assassinados, com medo do que os outros irão pensar de nós se perdermos o emprego, de perdermos nossa família, da vergonha de ter perdido tudo, entre outras formas de se viver com medo.

A idéia não é expor o quanto a nossa vida é um constante filme de terror?  Agradeça isso tudo aos nossos “irmãos vampiros” do sistema de Órion!

Mas antes de condená-los, devo dizer que nós, enquanto seres humanos, aceitamos viver sob esse controle todo, dependendo de dinheiro, exatamente para termos a experiência de “possuir” coisas.  Eles nos sugam, é fato que eles nos manipularam ao longo de todo esse tempo.  Mas cabe a nós agora termos essa consciência dessa manipulação e dar um basta a isso tudo!

Agora, mais do que nunca, é de extrema importância que reconheçamos nossa história universal, nosso passado galáctico, nos reconheçamos como Deuses criadores que somos, e comecemos a dizer “Não” a toda essa manipulação.

Mas ainda vou chegar nesse ponto.

A Verdade Dos Filmes De Terror

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Home - Energetic Synthesis

Todas as últimas informações sobre Ascensão, além de mensagens canalizadas e outros textos relevantes.

Wake Up World

It's Time to Rise and Shine

How To Exit The Matrix

We are identifying the composition of the matrix and dissolving it!

The Jeshua Channelings

Todas as últimas informações sobre Ascensão, além de mensagens canalizadas e outros textos relevantes.

Jennifer Crokaert Ph.D.

Todas as últimas informações sobre Ascensão, além de mensagens canalizadas e outros textos relevantes.

BLOG RSS

Todas as últimas informações sobre Ascensão, além de mensagens canalizadas e outros textos relevantes.

Welcome to Brenda's Blog

Helping others access and implement new creative skills.

Mónica Esgueva

Todas as últimas informações sobre Ascensão, além de mensagens canalizadas e outros textos relevantes.

Nudez & Masturbação

Quebrando paradigmas, este site visa fazer luz sobre esses dois temas tão polêmicos, mas que constituem o grande segredo da longevidade, saúde e vida plena.

Caroline Oceana Ryan

Just another WordPress.com site

Nude and Happy

A Unique Art of Living

Frequency Writer

Todas as últimas informações sobre Ascensão, além de mensagens canalizadas e outros textos relevantes.

The Creator Writings

transcribed by Jennifer Farley, ThetaHealing Instructor/Practitioner

Zorra of Hollow Earth

Todas as últimas informações sobre Ascensão, além de mensagens canalizadas e outros textos relevantes.

Gavetas da Alma

Sobre as pequenas coisas e momentos que guardamos em nós.

Mensagens dos Anjos, os Sinais da Nova Era

O significado dos números repetidos 1111, 222, 333, 1515, 2323 e outras sequências de números

Despertando

Sobre espiritualidade, minhas experiências e estudos.

Confident Lovers

Todas as últimas informações sobre Ascensão, além de mensagens canalizadas e outros textos relevantes.

%d blogueiros gostam disto: